#Livros - "Você é linda" e "Amar faz bem" - Jenna Lucado

 


Princesas a dica hoje é #Livros

E hoje é sobre dois livros da escritora Jenna Lucado além do talento para escrever, ela herdou de seu pai, o autor best-seller Max Lucado, uma missão: levar encorajamento para quem precisa. No caso de Jenna, que nasceu no Brasil na época em que seu pai trabalhou no país, o público-alvo são garotas de todo o mundo que buscam o autoconhecimento e a fé para passar pelas dificuldades comuns da adolescência. Jenna é também autora e ilustradora de livros infantis.
 

Um pouco sobre os livros dela:

Você é linda São tantas as opções de roupas, sapatos, make-up e acessórios que a gente acaba esquecendo o básico... E não se trata daquele tubinho preto, nem da calça jeans com regata branca. O básico é vestir atitude, combinando com comportamento. Jenna Lucado revela como você pode se transformar na mais popular e feliz das garotas apenas usando sua fé, alegria e confiança, o que toda garota realmente precisa para se sentir confortável consigo mesma e selar a paz entre seu visual e sua personalidade. “O que toda garota realmente precisa para se sentir confortável consigo mesma e selar a paz entre seu visual e sua personalidade. Mande o espelho passear e descubra como ser bonita pode fazer sua vida ficar mil vezes melhor”, recomenda a autora.
 
 
Com comentários de Max Lucado, que participa efetivamente do livro através de "bilhetes". Nos textos, chamados de "Recados do Max", o autor fala sobre a importância de Deus e do amor na vida das pessoas.
Você é linda mudará o jeito como as mulheres olham para Deus, para si mesmas e para as pessoas a sua volta.


 A grandiosidade da vida de Jesus na terra foi porque Ele escolheu vir. Ele não tinha que vir!Segurança - confiar que não importa o que façamos, temos Deus, que nos ama.
Identidade - saber quem somos e de quem somos.
Valor - saber que somos queridos.
Amor - conhecer o amor de Deus por nós, para que amemos os outros.
Autocontrole - para tomar boas decisões.
Paz - acreditar que Deus está no controle.
Alegria - conhecer a fonte de toda alegria.
Contentamento - no que Deus te fez ser.


Com um ritmo leve, próprio de uma conversa entre amigas, ela ensina meninas de todas as idades que esse sentimento é muito importante (apesar da banalização que vem sofrendo nos últimos tempos).

Jenna resolveu escrever o livro para impedir que tantos jovens e adolescentes sofram confundindo amor com paixonites. Fica a questão: como ter certeza do que significa amar de verdade? A resposta é simples: o verdadeiro amor tem identidade e até nome, e ele é Jesus. A partir dessa descoberta, não tem erro.
Propondo nesta obra um estudo de seis semanas, Jenna revela um exemplo perfeito de amor exemplificando o encontro de Jesus com várias mulheres descritas na Bíblia. Ela oferece recursos para que a leitora avalie se seus sentimentos e relacionamentos estão (ou não) baseados na ideia do amor verdadeiro.

Em alguns capítulos, ela dá exemplos divertidos das próprias experiências na busca pela pessoa ideal desde pequena. “Eric foi meu primeiro amor [...] Não me pergunte qual era o sobrenome dele. Eu não sabia na época e não sei até hoje. Mas por acaso os sobrenomes eram importantes no jardim da infância? De forma nenhuma! As únicas coisas necessárias para que eu me apaixonasse aos cinco anos eram as seguintes: Ele tinha que ser fofo. Ele tinha que ser legal.” A autora garante que o aprendizado é certo, e todas as mulheres – por mais cansadas ou desesperançadas que estejam – podem aprender a amar de forma plena e sábia em todas as etapas da vida.



Fonte: Pesquisando pela Web


 

 


Obrigada por comentar, sua opinião é muito importante pra mim! Deixe seu link para que eu possa visitá-lo posteriormente.

Até a próxima princesas! Fiquem com Deus!!!


2 Comentários

  1. Olá Márcia, tudo bem?
    te marquei numa tag no blog, confira aqui : http://porjosielly.blogspot.com.br/
    beijos, at+

    ResponderExcluir